EsportesNotíciasVôlei

Superliga Masculina de Volei – Série “B” – 6ª Rodada – Botafogo 3 x 2 UPIS – Em um jogo em que a UPIS não começou bem, reagiu depois de buscar o 3º set praticamente perdido deixando a partida emocionante, mas no tie break, Botafogo vence (15×13), soma 2 pontos, mas a UPIS, valente, busca um pontinho importante na força da torcida e a luta continua para o grupo do Flávio Thiessen.

Como foi o jogo

Set 1 – Jerson Jr começa sacando pela UPIS, Botafogo recepciona bem e abre o set e o jogo. UPIS começa errando muito, principalmente no side-out (ataque eficiente após a recepção do saque adversário), Botafogo já abre 5 x 1 e Flávio pede tempo. UPIS continua muito irregular, Botafogo firme e com o Marcelinho, seu levantador e da Seleção Brasileira sobrando, fazendo bem a leitura do jogo, Botafogo abre fáceis 16×8. Flávio, prevendo o set perdido, muda o time para tentar alguma coisa, mas nada acontece de diferente e Botafogo já abre 22×10. No final do set, Flávio recoloca o seu time considerado titular para não entrar frio no próximo set no 23×12. Botafogo não quer nem saber o que acontece do lado de lá e fecha o primeiro set com tranquilos e surpreendentes 25×12 em 19’10”.

Set 2 – Reffati começa sacando pelo Botafogo, Marcos bate firme na entrada de rede e UPIS abre 1 x 0, prometendo um set diferente para sua torcida que lota o ginásio, mas segue quieta e apreensiva com a apatia do time no primeiro set. Jogo começa igual, bem diferente do set anterior, com as equipes fazendo bem o side-out – 7×7. Reffati, ponteiro do Botafogo que começou sacando vai novamente para o saque e após um ace e um bloqueio eficiente, Botafogo abre 2 pontos – 9×7 e força o Flávio a parar o jogo. A parada tem resultado, UPIS encosta e está no set – 10×11. Passe da UPIS cai – 11×14. Paredão da UPIS funciona e UPIS entra no jogo novamente 14×15. Botafogo força saque no Jerson, mas não funciona – 19×19. UPIS força saque no Felipinho, líbero do Botafogo que vem jogando bem e também não funciona. Bola vai fácil para a mão do Marcelinho que aciona bem Renan, ponteiro do Botafogo que pontua bem até aqui e Botafogo abre 23×19 e relaxa. UPIS reage, encosta 23×24, mas Renan crava e Botafogo fecha o segundo set em 22’24”, em um set em que a UPIS deu uma melhorada, mas ainda não está no seu normal. Botafogo 2 x 0.

Set 3 – Leo, levantador da UPIS começa sacando na rede – Botafogo 1 x 0. Jogo segue com as equipes virando bem, igual, até que em contra ataque, Botafogo abre 9×7, deixando o Flávio e a torcida preocupada. Bom saque do Botafogo com Refatti que quebra a recepção – 13×9. Bloqueio triplo da UPIS não funciona, Botafogo contra ataca e já abre 15×10, deixando a torcida preocupada, pois se perder este set já era. Com as principais jogadas da UPIS marcadas, Botafogo com bloqueio praticamente parado e bom saque, seque tranquilo para fechar 3 x 0, fazer 3 pontos e disparar na tabela, deixando a UPIS em uma situação complicada. UPIS com saque novo, buscou o jogo – 17×17. Botafogo se reencontra e segue firma para fechar o set e o jogo – 24×21. Flávio no desespero troca o levantador. Entra Carlos Henrique que vai para o saque para tentar tirar a equipe dos aparelhos. Lucão bloqueia – 22×24 e o pulso ainda pulsa. Carlos Henrique – ace – 23×24 e o paciente abre o olho. Torcida vibra e entra no jogo. Carlos Henrique insiste no líbero, bloqueio funciona duas vezes e para o delírio da torcida UPIS vira 25×24. Carlos Henrique saca flutuante, recepção desta feita funciona bem, Marcelinho vai no ponteiro Renan, seu melhor pontuador que ataca pra fora e acreditem se quiserem, UPIS fecha o set em 28’14” e entra no jogo fazendo 26×24.

Set 4 – Marcelinho abre para o Botafogo, após bronca de seu técnico Maurinho na virada e com ace – Botafogo 1 x 0. Botafogo mordido e vibrando, já abre 3 x 0. UPIS com o Ceará comandando a vibração pelo lado do time da casa diminui 2 x 3 e o jogo começa a ficar emocionante. Marcelinho pelo Botafogo e Marcos pela UPIS se destacam e o jogo segue vibrante, com o Botafogo mantendo os 2 pontos conseguidos no início – 12×10. Marcos, maior pontuador da UPIS segue firme, com diagonal curta que só ele sabe fazer empata – 14×14. Mauro morde a toalha no lado de fora no banco do Botafogo e a UPIS, com a torcida no jogo, vira 15×14. Em ataque perfeito, Enoch meio fora do jogo até aqui se agiganta, crava e UPIS na frente 2 pontos pela primeira vez no jogo 19×17. Recepção do Botafogo cai UPIS 20×17. Jogo fica tenso, com o Botafogo nervoso, torcida gritando muito, UPIS vibrante, Enoch cresce e abre 22×18. Contra ataque do Lucão, que agora sim, sendo o Lucão, UPIS 23×18. Botafogo dá uma reagida e vai sacar no 21×24 e lembram-se do set anterior? UPIS lembrou e sem dar sopa pro azar, Marcos recepciona, passa bem, Lucão ataca, mas o Botafogo toca na rede no bloqueio e UPIS falando – aqui não, fecha o set (25×21) em 25’49” e empata o jogo, já garantindo pelo menos um pontinho importante, em um jogo praticamente perdido em que não pontuaria.

Tie break – Refatti começa sacando pelo Botafogo, Simon crava e UPIS 1 x 0. Jogo nervoso, técnico do Botafogo não acredita no que a sua equipe deixou acontecer e na obrigação Botafogo abre 5×3. Bola vem de graça, bloqueio da UPIS quis resolver de primeira, a bola não cai, Botafogo recupera e não desperdiça o contra ataque- 8×5 – equipes viram de quadra. As duas equipes seguem na luta pela vitória – confusão na rede, tocou não tocou, UPIS reclama muito com a arbitragem que não volta atrás e Botafogo abre 11×8, que poderia ser 10×9, pois a bola realmente tocou no atleta do Botafogo antes de cair, deixando os atletas em um clima nada amistoso, com troca de acusações. Enoch vibrando na cara do adversário diminui para a UPIS, deixa os Botafoguenses revoltados, leva cartão e vai para o saque e o jogo segue tenso e igual – UPIS 9×11. Em bloqueio simples do Marcos, UPIS 10×11 e a torcida vai ao delírio. Levantamento irregular do Carlos Henrique, Marcos ataca pra fora e Botafogo abre 13×10. UPIS recupera uma bola e vai para o saque no 13×14. Symon saca, Felipinho recebe bem, Marcelinho levanta para o Renan que explora o bloqueio e fecha o set e o jogo (15×13) em 22’04”. Botafogo vence 3 x 2, leva 2 pontos na tabela com a UPIS levando só 1.

Felipinho, líbero do Botafogo, recebeu o troféu de destaque da partida.

“Falta de humildade, falta de foco, tudo trabalhado para vencermos com 3 x 0 e perdemos um ponto que não poderíamos perder” afirmou o agitado Mauro, técnico do Botafogo, não feliz com o resultado da partida.

“Mesmo jogando mal os 3 primeiros sets, conseguimos reagir e buscamos um ponto, provando que podemos jogar de igual para igual contra qualquer equipe” afirmou Flávio Thiessen, técnico da UPIS.

“Entrei em um momento difícil, com o jogo praticamente perdido, coloquei gás novo, chamei a galera e com a ajuda da torcida conseguimos um pontinho importante” falou após o jogo Carlos Henrique, levantador da UPIS, o craque da galera.

As duas equipes agora vão para o último jogo da fase de classificação. Botafogo enfrentará Blumenau em casa e UPIS vai a Goiânia enfrentar a equipe do Monte Cristo no próximo dia 10/03. UPIS com a derrota cai para a 6ª posição enquanto que o Botafogo sobe para a vice liderança.

UPIS tem uma missão difícil, pois Monte Cristo vem de vitória sobre Blumenau fora de casa, ultrapassou a UPIS na tabela e o jogo passou a ser dramático para ambas equipes, já que, analisando os confrontos de última rodada, este jogo deverá valer a 3ª posição e tudo caminha para que os times se enfrentem nas quartas e devem decidir nesta partida a vantagem de jogar em casa o segundo jogo e seguir para as semis com quem vier, pois aí será briga de cachorro grande e valendo a vaga na Superliga “A”. Serão jogos daquele jeito e emoção até o fim

Vamos continuar na torcida e UPIS, UPIS, UPIS…