EsportesFutebolNotícias

Cinquentão 2018 – No último domingo (18/11) tivemos a realização de seis jogos, válidos pelas semifinais de todas as Taças da Competição. A adrenalina esteva em alta, mas os jogos transcorreram normalmente, sem nenhum empate e todos os finalistas foram definidos com vitórias.

Como foram os Jogos:

Semifinais da Taça de Bronze:

Arábia 2 x 1 Korea – Jogo bem disputado, em que as equipes não queriam nem saber que Taça estavam disputando. Queriam era jogar e vencer. E assim, em um jogo aberto, Korea abriu o placar com o zagueirão Antônio Júlio, mas Roberto e Marcelo viraram para a Arábia e levaram sua equipe para a grande final da Bronze. O bom time da  Korea vai disputar a 3ª colocação. “Foi um jogo relativamente tranquilo, sabíamos o resultado que precisávamos, a vantagem do empate foi nosso, controlamos bem e estamos na final” Drayton (Arábia). “Começamos bem, abrimos o placar, sofremos um gol depois de 2 jogadores nosso terem ido na mesma bola, depois eles foram felizes em um gol de sorte, fomos pra cima, mas não foi possível virar” Antonio Julio (Korea).

Brasil 3 x 2 Portugal – Jogo entre duas equipes parelhas, em que Portugal, tinha mais medalhões e no papel era favorita. Só que futebol não tem essa de papel – ganha quem corre mais e marca gols e neste quesito, os Brasileiros, abriram o placar com seu medalhão Irineu, levando a vitória parcial para o fim da primeira etapa. Na volta, Renato e Irineu aumentaram, deixando o jogo garantido, só que não, o medalhão de Portugal Amorim, anotou 2 jogos e deixou o jogo tenso, pois o empate era de Portugal e mais um golzinho tirava o Brasil da final, mas ficou assim. Brasil na final contra a Arábia e Portugal disputa com a Korea a honrosa 3ª colocação. “Partida muito boa, jogo equilibrado, fizemos um jogo tranquilo no primeiro tempo, com posse de bola, fizemos um gol, no segundo tempo fizemos mais dois, mas deixamos eles encostarem no final, com o cansaço, mas no final ganhou a melhor seleção” Irineu (Brasil). “Reagimos muito tarde, no campeonato e neste jogo também. Foi a nossa retórica do campeonato. Parabéns a todos” Vivaldo (Portugal).

Semifinais da Taça de Prata

Alemanha 3 x 2 Argentina – Tinha uma rivalidade em campo, já que foi a Argentina que tirou a possibilidade da Alemanha disputar a Ouro, naquele empate de 2 x 2 da ultima rodada da fase de classificação. Alemanha veio mordida, só que a Argentina, calma, abriu o placar com Udenbergh, deixando os Alemães mais doidos ainda e foi aí que apareceu o cara do jogo – Cláudio, e virou o jogo ainda na primeira etapa. Na etapa final o Percy empatou deixando tenso o jogo, mas o empate era da Alemanha e soube segurar o jogo, com o Claúdio correndo todo o campo, e coube a ele, depois de uma tabela com o Silvio, matar a parada, para a tristeza de todos os torcedores, que torciam para a Argentina, não se sabe o porquê. “Como no jogo passado eu tirei o Cláudio, neste jogo ele me tirou, parabéns Alemanha” Nadinho (Argentina). “Nosso time entrou bem, com a vantagem de empate, tive um vacilo, mas conseguimos virar, no final matamos o jogo, o ruim são as contusões nesta reta final, mas vamos lá pra ganhar em homenagem ao Tavernard” Breder (Alemanha)

Costa Rica 3 x 0 Uruguai – Depois de fazer uma belíssima campanha na fase de classificação, em que sempre esteve no G4 a competição inteira, na reta final os Uruguaios caíram vertiginosamente, perdendo a confiança depois daquela goleada improvável de 7 x 0 para a mesma Costa Rica deste confronto. Foram pro jogo tentando apagar tudo e recomeçar, só que, a Costa Rica, ao contrário, ganhou confiança na reta final e sem dar chances pro azar, venceu com autoridade, com gols de Alberto (o Facão virou artilheiro agora, com gols em todos os jogos), Cezar e o Carlão, que resolveu tirar o pé da lama nos jogos decisivos, fazendo o gol derradeiro. “Jogo muito difícil, time deles veio contado, nós fizemos o nosso jogo de toque de bola, característica de nosso time, e o resultado veio, estamos na final da Prata, parabéns a todos” Xuxu (Costa Rica). “Nosso time foi valente, na medida de nossas condições físicas. Time deles jogou muito bem e fez por merecer o resultado e que o fica em tudo isso são os novos amigos que a gente faz, pois o Cinquentão mais do que tudo é uma grande confraternização e ano que vem tem mais” Carlos André (Uruguai).

Semifinais da Taça de Ouro

Suécia 3 x 1 Senegal –  Suécia, o time que mais se encaixou no campeonato desde o início, fez valer a sua condição e abriu o placar com Fabinho, levando o jogo aberto para o intervalo, com 1 x 0 magrinho. Na volta, Fabinho, o iluminado do jogo, aumentou, deixando o Senegal, que jogava em desvantagem, na obrigação de ir pro tudo ou nada. Conseguiu diminuir com o Carlos Magno, mas o Fabinho, não iria jogar no lixo toda a campanha da fase de classificação e matou o jogo com mais um gol, fechando com categoria a partida, levando a Suécia, com justiça, a grande final. “Bom jogo, digno de uma semifinal. O Senegal, equipe mais disciplinada, acabou prejudicada com cartão azul para seu melhor jogador. Equipe da Suécia foi merecedora” Luciano (Senegal). “O jogo da semifinal é assim. Dedicação do início ao fim. Senegal valorizou muito a nossa vitória. Suécia é uma equipe unida e fez por merecer estar na final. Parabéns a todos os colegas da Suécia e agora é se preparar para a grande final” Serginho (Suécia).

Nigéria 4 x 1 Polônia – Os sapos de plantão apontavam a Polônia como favorita, pelo conjunto da obra, só que na hora que a bola rolou os Nigerianos costuraram a boca dos sapos, abrindo logo 3 x 0, dois na primeira etapa com Aldo, Delluiz e Roberto Carlos e nem o golzinho do Palmeirão pela Polônia, na etapa final, ameaçou a grande vitória da Nigéria, que ainda matou o jogo com o Aldo novamente. Placar foi um pouquinho elástico, mas foi o que foi. “Juiz influenciou no jogo marcando um pênalti inexistente ridículo no início do jogo. O time foi obrigado a ir pra cima e acabou abrindo a guarda. Lamentável” Tazinho (Polônia). “Jogo equilibrado no início, mas com 2 contra ataques fizemos 2 gols e depois começamos a tocar a bola e o jogo se tornou fácil” Minotto (Nigéria).

Destaques da Rodada:

Melhor Jogo: Alemanha 3 x 2 Argentina;

Equipe Destaque: Suécia.

Seleção da Rodada:

Goleiro: Cláudio (Suécia). Ala Direita: Volnei (Nigéria). Zagueiro: Antonio Julio (Korea). Ala Esquerda: Xuxu (Costa Rica).Meias: Aldo (Nigéria), Marcelo Geraldo (Arábia), Roberto Cláudio (Alemanha) e Irineu (Brasil). Atacante: Fabinho (Suécia),

Artilheiros Musicais:

Roberto Cláudio (Alemanha) – Fez todos os gols da grande vitória de sua equipe pra cima dos Argentinos (3×2). Pediu a música “Não Chores por Mim Argentina” cantada pela Cláudia e ofereceu para todo o time da Alemanha. https://www.youtube.com/watch?v=Sg9G0YBxtNk

Fabinho (Suécia) – Também fez 3 gols na vitória de sua equipe (3×1 Senegal). Saiu apressado e não pediu a música e vamos pedir por ele, em homenagem a todos os cinquentões, aquela do Almir Satter “Tocando em Frente”. https://www.youtube.com/watch?v=SWtjTkixv5M     

Concluídas as semifinais, as equipes vencedoras farão as finais e as perdedoras disputarão as terceiras colocações, e agora não tem vantagem, não tem nada, empatou é penalty e que vençam os melhores.

Após os jogos faremos a premiação de todas as categorias e após a festa de confraternização, que encerra mais esta grande competição, que se supera a cada ano em número de participantes e nível técnico e que vençam os melhores.