EsportesFutebolNotícias

Sintético 30+ 2018 – Começando com um jogo adiado que rolou no sábado (25), nesta semana tivemos os jogos decisivos, que definiram quem seria Ouro e quem seria Prata. Surpresas? Nenhuma. Quem é de Ouro foi pra Ouro e quem é de Prata foi pra Prata, pelo menos considerando as equipes 2018. Surpresa foi o Favela, que começou arrasador, terminar a fase na lanterna e o Camarões, o campeão de todas as edições da categoria, ou seja, tetra campeão, não terminar no G2, mas não deve ter dificuldades nas pré semifinais e é time certo nas semifinais.

Como foram os jogos:

Jogo adiado da 4ª rodada:

River 4 x 2 Favela – Favela, que começou arrasador a competição, quem não lembra daquela estreia por 7 x 0 e finalista na Copa do Sindicato dos Bancários, todos achávamos que fariam uma bela competição 2018. Só que não. Entrou numa fase ruim e é só taca taca taca. Ao contrário, River cresceu na reta final e com a vitória tem chances de ir para a Taça de Ouro, só dependendo de sí com esta vitória, mas duvido que vai se arriscar por lá. O craque Jorge, do River, foi o destaque do jogo com 3 gols. Renato completou. Descontaram para o Favela Silvandir e Carlos Roberto. “Dever de casa feito, mesmo no temporal” Capita (River). “Valeu Favela. Focar para defender o titulo da Prata. Vamos Favela”

Rodada 9 – Última da Fase de Classificação

Clima (5º) 3 x 2 Favela (10º) – Jogo amistoso praticamente, já que o Clima entrou garantido no G6 (Taça de Ouro) e Favela já garantido na Taça de Prata, sem chances de brigar pela Ouro. Mas mesmo assim, as duas equipes jogaram pra cima e fizeram um bom jogo, mesmo sem valer nada. “Jogo foi bom, último jogo da classificação, agora vamos acertar aí para ir pra Ouro. Boa noite a todos” Kiko (Clima de Montanha).

Pratão (6º) 2 x 1 Kalangos (7º) – Jogo que estava valendo a última vaga da Taça de Ouro, dependendo depois, só do resultado do River. Pratão começou melhor e abriu o placar com o Rafinha, levando a vitória parcial para o intervalo. Na volta, Pratão cansou de perder gols até que aquela máxima que todos repetem – quem não faz, leva – aconteceu e o Luiz Arthur, quase no final, empatou e o empate era bom para o Kalangos. Só que, no ultimo lance do jogo, os deuses do futebol resolveram agir a favor do Pratão, tipo, vamos fazer justiça nesta parada e na cobrança de uma falta, a bola bate e rebate até sobrar para o Jurema que só empurrou e levou o Pratão a vitória e a esperança de ir para a Ouro, o que acabou acontecendo pela derrota improvável do River na sequência dos jogos. “Jogo horroroso. Time jogou mal demais, mas na Pratinha, o time vai deitar” Luiz Arthur (Kalangos). “Mais uma vez, nosso time perde muitas finalizações. Desde o inicio do campeonato tem acontecido isso. Temos que ser mais eficientes na frente. Temos que aproveitar as oportunidades. Perder tanto gol assim pode complicar um jogo ganho, como quase complicou este” Romero (Pratão).

Meia Boca (1º) 5 x 3 Camarões (3º) – Jogo entre os dois finalistas do adulto, jogado neste mesmo piso no primeiro semestre, e que valia a liderança. Ambas as equipes pelo menos já estavam asseguradas no G4, mas o jogo valia pelo menos um dia de descanso, na maratona de jogos que será a semana que entra e será decisiva. Na hora que o jogo começou, parecia que só o Meia Boca estava a fim de jogo, pois o Camarões começou desinteressado e logo levou dois gols, um do Claudio e outro do Reinaldo, parecendo que o Meia Boca iria atropelar. Aos poucos o Camarões foi entrando no jogo até diminuir com o artilheiro Cotô, que nesta edição está economizando, concluindo assim a primeira etapa. Na etapa final, todos esperavam que o Camarões iria buscar, só que o foi o Meia Boca que abriu 4 x 1, com mais dois gols do Wallacy. Aí, para não ficar tão feio, o Camarões, tetra campeão da categoria, entrou no jogo e diminuiu com o Cris e Juan, mas nada que atrapalhasse a vitória do Meia Boca, pois ainda deu tempo de aumentar com o Leonardo Cesar, para acabar assim. “Jogo bom. Dois times parelhos. Infelizmente pela semifinal do campo de ontem, não viemos com o time todo, mas vamos com tudo para as quartas de finais e levar ao Camarões pra mais um título” Gonzaga (Camarões). “Jogo duro, entre times grandes, mas prevaleceu a nossa enorme melhor qualidade entre o nosso time e o time deles e não vem com chororô, que perderam no campo não, que isso aí é conversinha fiada. Ano que vem tem mais” Espanha (Meia Boca).

América/Astória (2º)  2 x 1 Danone (4º) – Um jogo que para o Danone tanta fazia, pois ganhando ou perdendo estaria na quarta colocação, mas um jogo que valia e valia muito para a parceria do América com o Astória. Jogo começou quente, mas parecia que        quem precisava vencer era o Danone. Jogava bem e abriu o placar com o Leonardo Costa, frustrando todos os americanos presente na arena. No tempo complementar, aí sim a parceria mostrou que queria muito esta vice liderança, que lhe daria a semifinal direto e foi pra cima, virando com o Eric e o Israel, fechando a primeira fase com os objetivos alcançados. “Jogo em que não poderíamos perder. Começamos atrás, mas no segundo tempo imprimimos o nosso ritmo e conseguimos vencer o jogo e atingir os objetivos” Enio (América/Astória).

América (8º)  5 x 4 River (9º) – Era o jogo que finalizava a fase de classificação e que valia a última vaga da Taça de Ouro para o River, que dependia só de sí e o Pratão, que dependia do América. River veio pro jogo sem muita vontade de ir disputar a elite, pois entrou com um jogador a menos,  deixando transparecer até que a sua pretensão era a Prata. Neste cenário, o América que não queria nem saber do que estava acontecendo, entrou pra jogar bola e logo abriu 5 x 0, isto mesmo, 5 x 0, com gols de Beto Goiano e 4 do Felipe, que deitou. River, para não ficar tão feio, diminuiu com o Laitano, ele mesmo, o goleiro artilheiro e concluíram assim a primeira etapa. Com muita resenha, nos grupos de whatsapp e na arena, River voltou pro segundo tempo com muito mimimi entre eles também, mas conseguiu diminuir, novamente com Laitano e dois do Dr Jorge, e ficou assim, deixando a clara percepção de que o River não queria vencer. Agora, as duas equipes vão disputar a semifinal da Prata e aí poderemos sentir a estratégia real do River, pois o confronto será o mesmo. “Jogo bom, conseguimos aproveitar o maior número de atletas que tínhamos, conseguimos abrir e por mais que o River tenha pressionado no final, conseguimos manter a vantagem inicial” Felipe (América). “Jogo duro, time do América veio completo, nosso time veio com menos um e jogou assim durante o jogo inteiro e ainda assim viemos para ganhar o jogo com vontade, infelizmente eles abriram cinco gols no primeiro tempo, conseguimos diminuir esta diferença mas não foi o suficiente. Uma pena que vamos em desvantagem para a semifinal” Vitor (River).

Destaques da Rodada:

Melhor Jogo: América/Astória 2 x 1 Danone

Equipe Destaque: Meia Boca

Artilheiros Musicais:

Jorge (River) – Fez 3 gols na vitória de sua equipe (4×2 Favela). Pediu a música “As Rodas do Ônibus” canção Kids  e ofereceu para o seu filho Guilherme que fez dois anos no dia 24/11. https://www.youtube.com/watch?v=Gfxt0KN8E5g

Felipe (América) – Fez 4 gols na grande vitória de sua equipe (5×4 River) – Pediu a música “Imagine” de John Lennon e ofereceu a sua esposa Raiane.  https://www.youtube.com/watch?v=YkgkThdzX-8

Seleção da Rodada:

Goleiro: Fabiano (Pratão). Ala Direita: Alessandro (América). Zagueiro: Edgar (Kalangos). Ala Esquerda: Claudio (Meia Boca). Meias: Israel (América/Astória), Leonardo Costa (Danone) e Wallacy (Meia Boca). Atacante: Felipe (América).

Agora acabou o mimimi e vamos decidir a competição.

Próximos jogos:

Pré semifinais

Data

Hora

Confrontos

04/dez

20h00

CAMARÕES

x

PRATÃO

04/dez

21h15

DANONE

X

CLIMA

         

Semifinais

Data

Hora

Confrontos

Taça de Prata

05/dez

20H00

KALANGOS

X

FAVELA

05/dez

21H15

AMÉRICA

X

RIVER

Taça de Ouro

06/dez

20H30

MEIA BOCA

X

vencedor 2

06/dez

21H45

AMÉRICA/ASTÓRIA

X

Vencedor 1

         

Finais

Data

Hora

Confrontos

Taça de Prata

08/dez

15h00

Vencedor

X

Vencedor

Taça de Ourox

08/dez

16h30

Vencedor

x

Vencedor