EsportesFutebolNotícias

Sintético 30+ 2018 – Com os bastidores e campos agitados, nesta semana aconteceram todos os jogos que definiram os finalistas que farão as finais hoje. Vencidas todas as batalhas dentro e fora do campo, na Taça de Ouro, Camarões, o tetra campeão da categoria, jogará e terá a oportunidade de dar o troco ao Meia Boca, equipe que o venceu no adulto, ou levar o troco, já que o venceu em 2017. Já na Taça de Prata, River e Favela decidirão em um jogo de iguais, sem favoritos.

Como foram os jogos decisivos:

Taça de Ouro – Pré Semifinais – 04/12

Camarões 4 x 4 Pratão – Camarões em um mal dia e Pratão, ao contrário, em um dia excelente, fizeram um jogo daqueles. Pratão, de franco atirador, já que o favorito era o Camarões, começou focado e logo abriu 1 x 0 com o líder e capitão da equipe Paulo Romero. Camarões, tranquilo, muito confiante, virou, com dois gols do artilheiro Cristyano. Só que o Pratão com o Borjão iluminado, revirou com dois gols, tudo ainda no primeiro tempo. Veio a etapa final e o Camarões, daquele jeito, ah, contra o Pratão, ganharemos naturalmente até que o Borjão pimba, aumenta para 4 x 2 e aí bateu o desespero. Sem acreditar no que estava acontecendo, Camarões foi pra cima, até conseguir o empate no sufoco, com aquele que gosta de vencer jogos assim – Cotô e levou o Camarões para as semi. Depois houveram algumas discussões em tribunais, mas nada que tirasse a vaga nas semis do Camarões, que venceu no campo. “Jogamos bem, dominamos, perdemos penalty, mas foi no sufoco” Michael (Camarões).

Danone 4 x 0 Clima – Ao contrário do jogo anterior, jogo tranquilo para o Danone, que com dois gols em cada etapa, anotados por Leonardo Costa, David, João Augusto e Gabriel, nesta ordem, venceu tranquilo um Clima que sabia que a parada seria indigesta, como foi e o que conseguiu fazer foi perder de quatro.

Semifinais Taça de Prarta – 05/12

Favela 3 x 2 Kalangos – Jogo entre duas equipes parelhas, em que o Kalangos levava vantagem, pois tinha o empate a seu favor. Bola rolou e o Favela, que precisava vencer, tentou tomar as rédeas do jogo, mas concluíram a primeira etapa igual, ainda com o Kalangos em vantagem. Na etapa final, o Bruno abriu para o Favela, trazendo a vantagem para si, Rafael empatou e a tomou de volta. Hugo desempatou e retomou, Luiz Arthur empatou de novo e reretomou, só que o dia era do Favela, que com o Carlos Roberto, rereretomou a vantagem, agora definitiva e levou o Favela para a final. ”Jogo bom, as duas equipes jogaram certinhas e nós perdemos pra gente” Biriba (Kalangos). “Foi uma semifinal digna de uma semifinal da AABB. Favoritismo a gente só decide dentro de campo, somos campeões disso aqui, tem que respeitar o Favela e vamos pra final agora” Igor (Favela).

River 3 x 3 América – Outro jogo daqueles. Vantagem do América, que logo abriu o placar com o Beto Goiano e aumentou com o Luciano, elevando em muito a vantagem. River, sem desistir, buscou o empate com o Rodrigo Carvalho, com dois gols, que estava no dia dele, deixando tudo igual para definirem na segunda etapa. Veio a etapa final e o River virou, novamente com o cara do jogo, Rodrigo Carvalho, levando a vaga para a final, só que, foi aí que o América foi valente e empatou no apagar das luzes, “levando” a vaga para as finais, pois o empate era do América. Só que, sempre tem um “só que” que atrapalha o América, a comissão organizadora retirou os pontos da equipe por jogar com jogador irregular, mesmo sendo alertada do fato, antes e depois do jogo, situação que poderia facilmente ser reparada, mas resolveu correr o risco e pagou caro com a perda dos pontos. “Não tenho o que falar. Metemos 3 x 2 e tomamos o gol no finalzinho, parabéns a eles, fazer o que?” Rodrigo Carvalho (River). “América é assim, se não for assim com emoção, não é América, parabéns aos dois times que fizeram um jogo limpo” Charles (América)

Semifinais Taça de Ouro – 06/12

Meia Boca 2 x 1 Danone – Grande jogo entre duas grandes equipes. Danone vinha de uma pré semifinais tranquila e sabia que a parada agora era outra. Meia Boca sabendo que o adversário tinha qualidade e pra não dar sopa pro azar, logo abriu o placar com o Wallacy, levando esta vantagem enorme para o fim da primeira etapa. Na etapa final Love aumentou e era tudo o que o Meia Boca queria. Com 3 x 0 na frente, 2 gols e mais a vantagem do empate, só administrou e mesmo quando o Leonardo Costa diminuiu, nada atrapalhou a ida do Meia Boca às finais. “Jogo equilibrado, nós tínhamos o resultado a nosso favor que era o empate, time veio completo e motivado, ainda mais pelos problemas extra campo que a diretoria se equivocou e isso só nos motivos para ganharmos no campo, não no tapetão” Espanha (Meia Boca).

Camarões 3 x 1 América/Astória – Camarões, vindo de um desgastante problema extra campo, entrou sabendo que tinha a desvantagem e mostrou logo nos primeiros minutos porque é o tetra campeão da modalidade. Foi pra cima de um desnorteado adversário e fez os primeiros 15 minutos daqueles de mostrar que Camarões está no céu e os outros na Terra. Fez 3 x 0, com Jerry, Cris e Jerry e assim foram para o descanso regulamentar. Na volta, aí sim a parceria entrou no jogo e mostrou porque estava invicto até aqui, foi pra cima, criou, diminuiu com o Israel, mas o Camarões estava no céu, só se guardando para as finais e a parceria na Terra e ficou assim. “Fizemos os primeiros 15 minutos que faz tempo que a gente não faz. Foi fantástico, foi orgulho de ver, aquele é o verdadeiro Camarões” Michael (Camarões).

Artilheiro Musical:

Rodrigo Carvalho (River) – Fez 3 gols, no empate de sua equipe contra o América. Pediu a música “Carrinhos de Areia” do Gustavo Lima e ofereceu para os corneteiros do time.

Finais:

Taça de Prata:

Favela x River – hoje as 15h00, com transmissões, narrações e sem favoritos. Favela busca o bi da Prata, mas o River vem de Phoenix e tudo pode acontecer. Apostamos no River nas penalidades.

Camarões x Meia Boca – 16h30, aí meu amigo, jogo de muitas histórias e de muitas finais. Em 2017 deu Camarões no adulto e no veterano, todos os jogos de finais contra o Meia Boca, só que em 2018, o Meia Boca largou na frente, dando o troco no adulto e terá a oportunidade de dar o troco no 30 também, só que o buraco é bem mais em baixo. Vamos acompanhar. Apostamos Camarões.

Nesta data, além destas finais, encerramos o ano esportivo de nosso clube em grande estilo. Jogos pegados no campo e bastidores daquele jeito, com resenhas pesadas, mas será Imperdível – hoje, grandes finais, com chopp grátis aos expectadores, oferecido por todas as equipes participantes da edição 2018. Estaremos lá acompanhando.