Campo Veterano 2017 – Guaraense na Taça de Ouro e Congresso na Taça de Prata foram os grandes campeões

73

 

Campo Veterano 2017 – Neste domingo (18/06), tivemos a realização dos jogos finais da competição. Bons jogos colocaram a cereja no bolo deste campeonato, o melhor dos últimos tempos, tanto quantitativo, como tecnicamente e disciplinarmente.

 

Como foram os jogos:

 

Finais da Taça de Prata

 

Congresso (5)2×2(4) Carandiru – Bom jogo que coroou com êxito a Taça de Prata. Carandiru começou melhor, dominando o jogo, com bom toque de bola, mas o Congresso era mais agudo, mais objetivo, e com essa tática trazia perigo a zaga do Carandiru, mas a primeira etapa foi concluída sem gols. Na etapa final as equipes vieram decididas a não levar o jogo para os pênaltis e o Carandiru, melhor disposto taticamente, abriu o placar com Rafael de Paula. O gol trouxe um ânimo diferente ao jogo, pois o Congresso teve que sair do seu quadrado e com eficiência virou com gols dos Vinicius –Fidelis e Dantas. Atrás no placar, o Caranda, atual campeão da Prata, teve que avançar as peças e na adrenalina do jogo, teve o Gonzaga expulso e aí, quando todos pensaram que o jogo tinha ido para o Carandiru, Juliano apara um cruzamento da direita de cabeça, sozinho, sem marcação e empata o jogo no final, levando a decisão para os pênaltis. Nas penalidades, brilhou a estrela do goleiro Rodrigo do Congresso, que pegou a primeira cobrança do Carandiru e deixou a responsabilidade para seus colegas fazerem. Na sequência das cobranças ninguém mais perdeu e era só o que o Congresso precisava – Congresso campeão. “Sou time de ouro, se vim para a Prata, na prata tinha a obrigação de ganhar e ganhei” Jurema (Congresso).

 

Finais Taça de Ouro

 

Guaraense 2 x 1 Puma – Era o jogo mais esperado do campeonato, entre as duas melhores equipes da competição e vieram com todas as suas estrelas. Em um jogo estrelado, muito técnico e o Puma em sua primeira oportunidade criada pela sua estrela Cotô, abriu o placar. Guaraense atrás no jogo, time que gosta de manter a posse de bola,  passou a ariscar mais, com Fábio Lima jogando muito, conseguiu o seu gol do empate com sua estrela Kabila, em um gol muito bonito, pegando de chapa e colocando longe do alcance do Elegância. Jogo empatado, sem vantagem e com aquela final do ano passado na cabeça, Guaraense continuou pressionando, com o Puma mais defensivo que ofensivo e assim acabou o primeiro período desta grande final. No segundo período, o jogo continuou como estava e logo a estrela Cleber Lima, depois de uma boa jogada de todo o ataque do Guaraense, na cara do Elegância fuzilou virando o jogo. Atrás no placar caberia ao Puma, com suas estrelas, sair pro jogo, deixando o contra ataque para o Guaraense e num lance de contra ataque, puxado pelo Cleber Lima, Didi entrou muito forte no lance e levou o segundo amarelo, deixando o Puma, atrás no placar e com um a menos, com a missão de buscar o jogo. Quem viu o jogo anterior, viu que era possível e o Puma teve uma grande oportunidade, quando arriscou um chute da entrada da área, a bola bateu pelo lado de dentro da trave direita do goleiro Dudu, correu sobre a linha em direção a trave esquerda e saiu. Com esta chance perdida, nada mais aconteceu de objetivo, árbitro deu 5 minutos de acréscimo e no final o que aconteceu foi a galera do Guaraense gritando “acabou”, galera do Puma “ainda não” e assim o jogo foi concluído, com o Guaraense se vingando da final de 2016, recuperando o titulo de 2015, sendo o grande campeão, deixando o Puma agora como vice. “Independente de quem venceu, foi um grande campeonato. Parabéns a todos” Cledson (Guaraense). “Parabéns a todos os líderes pelo bom nível dos times, parabéns aos campeões” Serginho (Puma).

 

Ao final, vencidos e vencedores foram bebemorar na bonita festa de premiação e encerramento do grande campeonato que todos proporcionaram. Finais limpas, com todos se respeitando e ao final, o que é o mais importante, todos se cumprimentando, como deve ser a coisa.

 

Parabéns a todos os participantes em especial aos campeões – Congresso na Taça de Prata e Guaraense na Taça de ouro.

 

Premiação:

 

Taça de Prata:

 

Campeão – Congresso

 

Vice Campeão – Carandiru

 

Taça de Ouro

 

Campeão – Guaraense

 

Vice Campeão – Puma

 

Artilheiro – Fábio Lima (Guaraense)

 

Defesa Menos Vazada – Puma e Guaraense – média 0,8

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Skip to content