Master 2018 – As equipes decidem agora, quem será a Tropa de Elite 2018

81

Master 2018 – Neste sábado (20/10), tivemos a realização de oito jogos, válidos pela 14ª e última rodada da fase de classificação. Dois jogos foram decisivos para saber quem seguiria e quem daria o Feliz Natal e próspero ano novo, sendo um pela séria “A”, jogo entre Democrata x Laranja, que foi recheado de emoções, pois era o jogo que decidiria não só quem seguiria, mas também, quem se juntaria ao Fibrax para disputar a série “B” em 2019, jogo vencido pelo Democrata, que cresceu muito na reta final e outro pela série “B”, entre Bola/Puma x Original, em que o Bola/Puma, equipe que, a exemplo do Democrata, também cresceu na última curva e despachou o favorito Original, que decepciona e fica de fora dos jogos de mata mata.

Como foram os jogos:

Série “A”

América (3º) 3 x 2 Ah Muleke (6º)  – Um treino de luxo para estas duas equipes que já entraram em campo classificadas, só para o América decidir se seria 3º ou 4º e o Ah Muleke se seria 5º ou 6º, o que não mudaria em nada para estas duas grandes equipes, pois estavam jogando primeiro e nem para escolher adversários o jogo serviu. Mesmo assim fizeram um bom jogo, bem equilibrado. Kabila, aquele volante que quer ser artilheiro abriu o placar para o América, Ricardo empatou para os Mulekes e iguais foram para o intervalo. Na etapa final, Chris virou para os Mulekes, só que os Americanos reagiram e reviraram, com gols de Bruno e Flamarion. Quis o destino, que as duas equipes vão se enfrentar novamente nos jogos de pré-semifinais, agora valendo vaga nas semis, com a vantagem de empate do América e vamos ver que bicho vai dar. ”Time começou bem, depois teve um desequilíbrio, mas depois que colocamos a bola no chão e começamos a tocar mais, conseguimos a vitória” Augusto (América). “Fizemos um bom jogo, dormimos, perdemos a concentração em 5 minutos e tomamos 2 gols, e o resultado foi esse, derrota” Capita (Ah Muleke).

Bola Preta (1º) 5 x 0 Fibrax (10º)- Bola entrou em campo para garantir a primeira colocação e o Fibrax para dar graças a Deus que chegaram ao ultimo jogo, pois nunca, em toda a história do Fibrax, a equipe fez uma campanha tão desastrosa, com apenas um ponto em 14 jogos. Neste cenário de extremos, Bola não teve dificuldade alguma de fazer o que quisesse e o jogo foi bom para o Rodrigo Gualberto, que fez 3 gols e encostou na artilharia. Humberto fez os outros dois e assim ficou a partida, que ainda foi encerrada com 10 minutos antes do tempo regulamernar, por excesso de atletas contundidos do Fibrax. “Nosso time não veio completo, assim como o deles também não. Eles vieram com os mais veteranos e nem da para dizer como foi o jogo, pois nem teve muito jogo” Rodrigo Gualberto (Bola Preta).

Democrata (5º) 3 x 0 Laranja (7º) – Jogo que valia e valia muito, pois era o jogo que decidiria quem seguiria e quem cairia para a série “B” em 2019. As duas equipes fizeram uma primeira etapa de estudos, mas na etapa final, o Democrata sabendo que o empate era péssimo, foi pra cima e com gols de Silvio (2) e Anastassios, matou o jogo, rebaixou o Laranja e seguiu em frente. Democrata terá pela frente agora o Trayras, que o venceu recentemente por incríveis 5 x 1 e não se sabe se isso foi bom ou ruim, pois os Trayras vem mordidos, doidos para dar o troco. “Jogo sofrido, em que somente no intervalo soubemos que o empate era do Laranja. No segundo tempo fomos pra cima, conseguimos o resultado e parabéns ao Democrata pela bela partida e também ao Laranja” Luciano (Democrata).

Trayras (4º) 4 x 3 Fama (2º) – O Trayras vinha mal, tomando duas tacas nos dois últimos confrontos e quando todos achavam que estavam mortos, os caras ressuscitam, vencem um dos favoritos e gritam – aqui é Trayras. Em termos de classificação o jogo não valia nada, pois fosse quaisquer resultado, nada mudaria nem pra cima e nem pra baixo, a classificação das duas equipes, pois entraram já com tudo definido, mas, para o Trayras valia e valia muito, pois foi aquele jogo pra se afirmarem e pra manterem o respeito. Jogo foi intenso, onde o Trayras quis matar o jogo no primeiro tempo, quando chegou a abrir 3 x 0, com gols de Flávio, Givanildo e Ramom. Só que o Fama é uma equipe muito qualificada e não entregaria a paçoca nem em jogo amistoso e logo diminuiu com Vitor e Cleber Lima, indo as duas equipes para o intervalo com o jogo aberto. Na etapa complementar o Trayras aumentou com o Givanildo, parecendo que o jogo estava no bolso, mas o Cleber Lima de novo diminuiu para o Fama, deixando o jogo interessante, mas ficou assim. “Entramos desligados e desconcentrados achando que ganharíamos a qualquer momento, achando que seria um jogo tranquilo, um jogo fácil, mas acabou se complicando, e o Trayras teve mérito e acabou vencendo o jogo com justiça” Paulinho (Fama). “Jogo muito disputado, muito bom, nas tradições de Fama e Trayras. Time deles com maior domínio de jogo, mas viemos com a proposta de marcar bem e sair nos contra ataques e deu certo. Agora vamos pro mata mata” Valderir (Trayras).

Artilheiro Musical:

Rodrigo Gualberto (Zebrão) (Bola Preta) – Fez 3 gols na vitória de sua equipe (5×0 Fibrax). Pediu a música “Deixa a Vida me Levar” do Zeca Pagodinho e ofereceu para a família Bola Preta.

Destaques da Rodada:

Melhor Jogo: Democrata 3 x 0 Laranja

Equipe Destaque: Trayras

Seleção da Rodada:

Goleiro: Barão (América). Ala Direita: Luciano Frazão (Ah Muleke). Zagueiro: Alexandre (Democrata); Ala Esquerda: Valderir (Trayras). Meias: Kabila (América), Cleber Lima (Fama), Zebrão (Bola Preta). Atacantes: Givanildo (Trayras) e Silvio (Democrata).

Série “B”

Democrata “B” (6º) 2 x 2 América Heineken (3º) – Democrata “B” precisava vencer, pois um resultado negativo poderia o deixar fora das disputas de mata mata, o que seria um pecado, depois de tanto esforço para reagir no final. Heineken, já classificado e querendo buscar o G2, para ir direto para as semis, não queria nem saber os problemas do lado de lá e depois de fazerem um jogo de estudos na primeira etapa, quando ninguém mexeu no placar, teria que acontecer alguma coisa na etapa final e aconteceu. Democrata “B” propondo o jogo, pois era o time de maior precisão abriu o placar com o Aldo. Heineken, não querendo deixar barato, empatou com o Marcos Augusto. O artilheiro Joel, que anda meio na seca nesta competição desempatou para o Democrata no momento certo, mas veio o Breder e empatou, ficando um resultado nem de todo ruim para o Democrata, pois o empate o classificaria, mas ruim para o Heineken, pois lhe tirou a possibilidade do G2. “Tivemos algumas chances de fazer o placar no primeiro tempo, mas o juiz atrapalhou, sendo tendencioso, agora tentar a classificação para as semis e ir para a final. Vamos pro jogo” Alessandro (Heineken). “Foi um jogo duro, já que o Democrata teve mais chances de gol. Fomos prejudicados pela arbitragem, naquela bola na trave, pois o juiz não deu a falta claríssima, só eu e o goleiro, depois o time deu uma cansada, eles empataram, mas parabéns para o dois times” Roberto Soares (Democrata “B”).

Bola/Puma (5º) 2 x 0 Original (7º) – Jogo de mata mata, pois os dois entraram em campo brigando pela ultima vaga para os jogos de pré semifinal.  Com um gol em cada tempo, o primeiro do Antonio Marcos e o segundo do William Falcão, o Bola Puma surpreendeu a todos os sapos e venceu com autoridade, com uma boa arrancada nos últimos jogos, provando que tem plantel para brigar com quem vier, basta a galera comparecer, como compareceu neste jogo. Original foi a grande decepção desta série e se despediu melancolicamente, para uma equipe que entrou como favorita. “Foi só o Elpídio e o Pit Bull chegarem no banco do Bola/Puma que tudo se acertou e a classificação veio. Caiu Silvio” Pit Biull (Bola/Puma). “O time saiu bastante triste e por isso não tem como falar alguma coisa. Parabéns ao Bola” Emerson (Original).

Caiex (1º) 2 x 1 América Bar (2º) – Era o jogo das duas melhores equipes da série e brigavam pela liderança, já que ambas já estavam nas semis direto. Psicologicamente era um jogo importante e foram pro pau, fazendo um jogo aberto. Wellington Lopes abriu para o Caiex, Evaldo empatou para o América Bar, levando o jogo equilibrado para o fim do primeiro tempo. Na etapa final o Caiex levou a vitória com gol do Ricardinho, provando que é uma forte candidata para subir. “Jogo muito equilibrado, mas o Caiex soube aproveitar as oportunidades. Vitória merecida e o primeiro lugar mais merecido ainda” Irineu (Caiex). “Jogo muito equilibrado, as duas equipes um pouco desfalcadas e venceu quem soube aproveitar melhor as oportunidades. Agora bola pra frente e vamos a próxima fase” Adilson (Bar).

Sporting (4º) 4 x 2 América Express (8º) – Com os resultados dos jogos anteriores o bom time do Sporting, que estava com a corda no pescoço, entrou já classificado e fez um jogo tranquilo. Já o Express, queria se despedir com vitória e fez um bom jogo. Kojeca abriu para o Sporting e o Hugo empatou indo para o intervalo com esta igualdade. Na etapa final, Claudio desempatou para o Sporting, Macaco aumentou, Hugo novamente diminuiu, querendo complicar a vida do Sporting, mas o Eduardo Carvalho aumento e descomplicou tudo. “Sábado 3 da tarde, depois da feijoada, os dois times entraram cansados. Eles até jogaram bem, chegaram a empatar o jogo, mas, eles são mais velhos do que a gente e o que pesou mesmo foi o fôlego. Fizemos 4 x 2, poderia ser mais, mas está bom” Marcinho (Sporting). “O time foi bem, jogamos bem. Nos divertimos, levamos gols bestas, mas foi tudo muito divertido e ano que vem estaremos aqui novamente” Hugo (Express).

Destaques da Rodada:

Melhor Jogo: Democrata “B” 2 x 2 América Heineken

Equipe Destaque: Caiex

Seleção da Rodada:

Goleiro: Paulo Roberto (Original). Ala Direita: Kojeca (Sporting). Zagueiro: Antonio Marcos (Bola/Puma). Ala Esquerda: Gilson (América Express). Meias: Lander (América Heineken), Aldo (Democrata), Reginaldo (Bola/Puma) e Evaldo (América Bar). Atacante: Nonato (Caiex).

Concluída a fase de classificação, agora vamos para os jogos de mata mata para definir quem serão as equipes que farão as semifinais com Caiex e América Bar, primeiro e segundo colocados, que seguiram direto. Agora acabou a brincadeira e não tem mais essa de vamos nos recuperar no próximo jogo, pois vacilou, já era, não teremos o próximo jogo.

Mesmo discurso cabe a série “A”, série em que os grandes favoritos (Bola e Fama) estão sobrando na competição e esperam os caras se matarem para pegá-los descansadinhos e vamos ver o que vai dar.

Como ficaram os jogos de mata mata, valendo vaga para as semifinais:

Pré semifinais

TAÇA DE OURO

Campo

Data

Hora

Confrontos

1

27/out

10h15

AMÉRICA

 

AH MULEKE

1

27/out

11h30

TRAYRAS

 

DEMOCRATA

TAÇA DE PRATA

Campo

Data

Hora

Confrontos

2

27/out

10h15

AMÉRICA HEINEKEN

 

DEMOCRATA ‘B’

2

27/out

11h30

SPORTING

 

BOLA/PUMA

 

Tropa de elite osso duro de roer, pega um pega geral, também vai pegar você. Com esta música embalando a competição, vamos ver quem será a Tropa de Elite 2018.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Skip to content