Sintético 30 2018 – Com bastidores agitados, chegamos aos jogos finais

85

Sintético 30+ 2018 – Com os bastidores e campos agitados, nesta semana aconteceram todos os jogos que definiram os finalistas que farão as finais hoje. Vencidas todas as batalhas dentro e fora do campo, na Taça de Ouro, Camarões, o tetra campeão da categoria, jogará e terá a oportunidade de dar o troco ao Meia Boca, equipe que o venceu no adulto, ou levar o troco, já que o venceu em 2017. Já na Taça de Prata, River e Favela decidirão em um jogo de iguais, sem favoritos.

Como foram os jogos decisivos:

Taça de Ouro – Pré Semifinais – 04/12

Camarões 4 x 4 Pratão – Camarões em um mal dia e Pratão, ao contrário, em um dia excelente, fizeram um jogo daqueles. Pratão, de franco atirador, já que o favorito era o Camarões, começou focado e logo abriu 1 x 0 com o líder e capitão da equipe Paulo Romero. Camarões, tranquilo, muito confiante, virou, com dois gols do artilheiro Cristyano. Só que o Pratão com o Borjão iluminado, revirou com dois gols, tudo ainda no primeiro tempo. Veio a etapa final e o Camarões, daquele jeito, ah, contra o Pratão, ganharemos naturalmente até que o Borjão pimba, aumenta para 4 x 2 e aí bateu o desespero. Sem acreditar no que estava acontecendo, Camarões foi pra cima, até conseguir o empate no sufoco, com aquele que gosta de vencer jogos assim – Cotô e levou o Camarões para as semi. Depois houveram algumas discussões em tribunais, mas nada que tirasse a vaga nas semis do Camarões, que venceu no campo. “Jogamos bem, dominamos, perdemos penalty, mas foi no sufoco” Michael (Camarões).

Danone 4 x 0 Clima – Ao contrário do jogo anterior, jogo tranquilo para o Danone, que com dois gols em cada etapa, anotados por Leonardo Costa, David, João Augusto e Gabriel, nesta ordem, venceu tranquilo um Clima que sabia que a parada seria indigesta, como foi e o que conseguiu fazer foi perder de quatro.

Semifinais Taça de Prarta – 05/12

Favela 3 x 2 Kalangos – Jogo entre duas equipes parelhas, em que o Kalangos levava vantagem, pois tinha o empate a seu favor. Bola rolou e o Favela, que precisava vencer, tentou tomar as rédeas do jogo, mas concluíram a primeira etapa igual, ainda com o Kalangos em vantagem. Na etapa final, o Bruno abriu para o Favela, trazendo a vantagem para si, Rafael empatou e a tomou de volta. Hugo desempatou e retomou, Luiz Arthur empatou de novo e reretomou, só que o dia era do Favela, que com o Carlos Roberto, rereretomou a vantagem, agora definitiva e levou o Favela para a final. ”Jogo bom, as duas equipes jogaram certinhas e nós perdemos pra gente” Biriba (Kalangos). “Foi uma semifinal digna de uma semifinal da AABB. Favoritismo a gente só decide dentro de campo, somos campeões disso aqui, tem que respeitar o Favela e vamos pra final agora” Igor (Favela).

River 3 x 3 América – Outro jogo daqueles. Vantagem do América, que logo abriu o placar com o Beto Goiano e aumentou com o Luciano, elevando em muito a vantagem. River, sem desistir, buscou o empate com o Rodrigo Carvalho, com dois gols, que estava no dia dele, deixando tudo igual para definirem na segunda etapa. Veio a etapa final e o River virou, novamente com o cara do jogo, Rodrigo Carvalho, levando a vaga para a final, só que, foi aí que o América foi valente e empatou no apagar das luzes, “levando” a vaga para as finais, pois o empate era do América. Só que, sempre tem um “só que” que atrapalha o América, a comissão organizadora retirou os pontos da equipe por jogar com jogador irregular, mesmo sendo alertada do fato, antes e depois do jogo, situação que poderia facilmente ser reparada, mas resolveu correr o risco e pagou caro com a perda dos pontos. “Não tenho o que falar. Metemos 3 x 2 e tomamos o gol no finalzinho, parabéns a eles, fazer o que?” Rodrigo Carvalho (River). “América é assim, se não for assim com emoção, não é América, parabéns aos dois times que fizeram um jogo limpo” Charles (América)

Semifinais Taça de Ouro – 06/12

Meia Boca 2 x 1 Danone – Grande jogo entre duas grandes equipes. Danone vinha de uma pré semifinais tranquila e sabia que a parada agora era outra. Meia Boca sabendo que o adversário tinha qualidade e pra não dar sopa pro azar, logo abriu o placar com o Wallacy, levando esta vantagem enorme para o fim da primeira etapa. Na etapa final Love aumentou e era tudo o que o Meia Boca queria. Com 3 x 0 na frente, 2 gols e mais a vantagem do empate, só administrou e mesmo quando o Leonardo Costa diminuiu, nada atrapalhou a ida do Meia Boca às finais. “Jogo equilibrado, nós tínhamos o resultado a nosso favor que era o empate, time veio completo e motivado, ainda mais pelos problemas extra campo que a diretoria se equivocou e isso só nos motivos para ganharmos no campo, não no tapetão” Espanha (Meia Boca).

Camarões 3 x 1 América/Astória – Camarões, vindo de um desgastante problema extra campo, entrou sabendo que tinha a desvantagem e mostrou logo nos primeiros minutos porque é o tetra campeão da modalidade. Foi pra cima de um desnorteado adversário e fez os primeiros 15 minutos daqueles de mostrar que Camarões está no céu e os outros na Terra. Fez 3 x 0, com Jerry, Cris e Jerry e assim foram para o descanso regulamentar. Na volta, aí sim a parceria entrou no jogo e mostrou porque estava invicto até aqui, foi pra cima, criou, diminuiu com o Israel, mas o Camarões estava no céu, só se guardando para as finais e a parceria na Terra e ficou assim. “Fizemos os primeiros 15 minutos que faz tempo que a gente não faz. Foi fantástico, foi orgulho de ver, aquele é o verdadeiro Camarões” Michael (Camarões).

Artilheiro Musical:

Rodrigo Carvalho (River) – Fez 3 gols, no empate de sua equipe contra o América. Pediu a música “Carrinhos de Areia” do Gustavo Lima e ofereceu para os corneteiros do time.

Finais:

Taça de Prata:

Favela x River – hoje as 15h00, com transmissões, narrações e sem favoritos. Favela busca o bi da Prata, mas o River vem de Phoenix e tudo pode acontecer. Apostamos no River nas penalidades.

Camarões x Meia Boca – 16h30, aí meu amigo, jogo de muitas histórias e de muitas finais. Em 2017 deu Camarões no adulto e no veterano, todos os jogos de finais contra o Meia Boca, só que em 2018, o Meia Boca largou na frente, dando o troco no adulto e terá a oportunidade de dar o troco no 30 também, só que o buraco é bem mais em baixo. Vamos acompanhar. Apostamos Camarões.

Nesta data, além destas finais, encerramos o ano esportivo de nosso clube em grande estilo. Jogos pegados no campo e bastidores daquele jeito, com resenhas pesadas, mas será Imperdível – hoje, grandes finais, com chopp grátis aos expectadores, oferecido por todas as equipes participantes da edição 2018. Estaremos lá acompanhando.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Skip to content