Sintético 30+ 2018 – Favela é Bi e Camarões é Penta

98

Sintético 30+ 2018 – Neste sábado (08/12), em grande estilo, concluímos a última competição do ano de 2018. Pela Taça de Prata, Favela sobrou pra cima do River e se tornou Bi Campeão da Prata. Pela Taça de Ouro, em um grande jogo que fechou com chave de ouro a competição, foi com emoção que Camarões venceu o Meia Boca e transformou o nosso campo de grama sintética em Arena Camarões, pois se tornou o penta campeão em sequência, ou seja, na Categoria 30+ ninguém consegue vencer o Camarões.

Como foram as Finais:

Taça de Prata

Favela 7 x 4 River – A equipe do Favela veio com uma estratégia de marcação alta, encurralando o River e logo transformou em gol a sua superioridade em campo, com Rafael Mesquita. O Gol animou a partida e não demorou muito para o Gigio empatar para o River, mesmo com o Favela melhor. O gol tomado nada mudou a estratégia do Favela, que sobrava em campo e desempatou com um golaço do Leonardo Neves, depois Carlos Roberto e Georges aumentaram, deixando o Favela senhor de sí e do jogo, com o River diminuindo nos acréscimos da etapa primeira com o Vitor Cesar. Na etapa complementar River veio melhor, mas o Favela fazia a sua melhor partida na competição e aumentou com o Rodrigo, depois com o Takeo e novamente o Carlos Roberto e a partir daí o jogo ficou sem graça. Favela trocou o time inteiro, River diminuiu com o Jorge e o Monicão, que nem comemorou, pois sabia que a vaca já tinha ido e assim ficou o jogo. “Fizemos um bom jogo, abrimos uma frente boa e ficou tudo controlado” Hugo (Favela).

Taça de Ouro

Camarões (3) 3 x 3 (2) Meia Boca – Que jogo, que final. Camarões a seu estilo começou dominando o jogo, pra cima de um Meia Boca muito passivo e abriu logo 2 x 0 com o artilheiro Cris e o Marlon, deixando a galera do Meia Boca tristonha, fora do jogo, mesmo quando o Robinho diminuiu, concluindo a primeira etapa com Camarões soberano. Veio a segunda etapa e o jogo mudou. Meia Boca alterou totalmente sua maneira de jogar, o jogo encaixou, mas logo o Cotô ampliou para o Camarões, jogando um balde, dois baldes e três baldes de agua fria na cabeça do time do Espanha, que não era aquele cara agitado como costumeiro, talvez já prevendo a derrota de sua equipe. Jogo seguiu até que o Love, de biquinho, diminuiu colocando, aí sim o Meia Boca no jogo, depois do Robinho perder um gol daqueles que até a minha vó faria.  Depois do segundo gol do Meia Boca ninguém entendeu o que aconteceu com o Camarões, se enterrou atrás, deixando somente o Cotô na frente, que bem marcado nada fazia e o Meia Boca, precisando do gol de empate, rondava com perigo o gol do Maicol, até que deixaram o Paraíba fazer o seu jogo e o gol de empate, que levou a partida para as penalidades, pois depois do empate, todo mundo achou melhor decidir nas penalidades mesmo, pois com medo de se expor, cada time ficou na sua e assim concluiram a partida. Nas penalidades Meia Boca começou batendo com o Rodrigo Cesar e o Hugo pegou. Melão pelo Camarões bateu em seguida e perdeu também, batendo para fora. Reinaldo foi bater a segunda cobrança para o Meia Boca e o Hugo pegou novamente. GB bateu pelo Camarões e fez, colocando o Camarões em vantagem. Veio a ultima cobrança do Meia Boca com Robinho e se perdesse já era, fez, com o Hugo quase pegando. Aí veio o artilheiro do campeonato bater a ultima cobrança da série e era só fazer para o Camarões ser campeão. Cris bateu e goleiro na direita, bola na esquerda e na trave. Não era possível. Foram para as alternadas e o Leonardo Cesar fez pelo Meia Boca, jogando a pressão para o lado do Camarões que empatou com o Pulga. Lá vem o Paraíba, um dos craques do campeonato e destaque do ano 2018 na modalidade para bater, não vai perder, não é possível, só que o Hugo pegador de penalty pegou, deixando o Camarões com uma mão no título. Agora é a vez do Jerry colocar a outra mão, ai ai ai, tensão nas arquibancadas, as Camaronesas todas roendo unha, a Bianca quase ganhando o neném, árbitro autorizou, correu Jerry e bateu com sua esquerdinha no canto direito do Pablo que por pouco não pegou e Camarõe campeão, explodindo a grande torcida do Camarões em alegria. Camarões penta campeão e Meia Boca vice de novo, saiu cabisbaixo, com a galera nem se interessando em pegar a premiação de vice campeão, já que só o Paraíba e o Pablo representaram a equipe no pódio, enquanto que no Camarões, penta campeão, era só alegria. “Há muito tempo na AABB quem manda é o Camarões… a humbae, a humbae, a humbae” cantou animada a Galera do Camarões.

E assim concluímos com muito sucesso esta grande competição, com uma competitividade incrível, com bastidores e tribunais agitados, mas ao final, sabendo que somos uma família, todos se abraçaram e confraternizaram com mais esta festa da família Camarões e a graça de tudo foi o Romero, líder do Pratão, grande rival do Camarões, com muito fair play e humildade em reconhecer que o Camarões manda mesmo na AABB, representando todos os líderes da competição, fez a entrega das medalhas e o Flávio, nosso Vice Financeiro o troféu ao campeão, bi campeão, tri campeão, tetra campeão e PENTA CAMPEÃO CAMARÕES.

Agora vamos parar para curtir o Natal e as festas de fim de ano e no final de Janeiro já estaremos de volta com o Torneio Início do Sintético adulto 2019.

Desejamos a todos um Feliz Natal, um ano novo como nunca tiveram e que venha 2019 pois 2018 já foi.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Skip to content